O naufrágio do Hilma Hooker em Bonaire.

O naufrágio do Hilma Hooker em Bonaire.

O Hilma Hooker é um cargueiro holandês de 236 pés construído em Krimpen aan den IJssel, na Holanda. Foi originalmente batizado de Midsland em 20 de maio de 1951.

Este navio mudaria de mãos – e nomes – várias vezes nas próximas duas décadas.

Frade
Frade na escotilha do Hilma Hooker

No verão de 1984, o Hooker enfrentou dificuldades técnicas ao largo da costa de Bonaire – desculpa um pouco controversa – e foi rebocado para o principal porto de Kralendijk.

As autoridades suspeitaram da documentação do navio e começaram uma pesquisa na Interpol e descobriram que ele já estava sendo investigado pela Interpol e o FBI com suspeita de tráfico de drogas.

Embora as histórias tendam a discordar, a principal evidência foi ter sido encontrado escondidas em uma falsa antepara, nada menos que 10 toneladas de maconha.

A tripulação foi presa e o navio apreendido na doca.

Os operadores de mergulho locais foram rápidos em reconhecer o presente que a maré havia deixado à sua porta e apelaram ao governo para usar o navio para criar um novo local de mergulho.

Em 12 de setembro de 1984, o navio começou a fazer água. Suas bombas falharam e o Hilma Hooker começou a afundar. Às 9:08 da manhã, ele rolou para o lado de estibordo e sumergiu.

A localização do naufrágio foi escolhida a dedo para mergulhadores; fica a pouca distância da costa, próxima a dois recifes de coral e dentro de limites do mergulho recreacional. Quando o navio afundou, havia pouco combustível ou óleo em seus tanques para poluir a água circundante – coincidência fortuita ou conspiração previdente? Os boatos sugerem que as bombas que mantinham o navio com vazamento em funcionamento não funcionavam mal, mas eram deliberadamente sabotadas por mergulhadores impacientes.

Onde está a verdade? Apenas o Hilma Hooker podia dizer com certeza, e levou seus segredos ao seu túmulo submarino.

Mergulho no Hilma Hooker

O Hilma Hooker pode ser apreciado por mergulhadores de todos os níveis.

O Hilma Hooker está pousado no fundo do seu lado de estibordo, com a proa voltada para o sul e a popa – completa com o leme e a hélice – apontando para o norte. Com um comprimento de 236 pés e uma boca de 36 pés, esse naufrágio oferece amplo espaço no convés para ser explorado por mergulhadores de todos os níveis. O naufrágio tem duas grandes casarias no  convés, uma cozinha, quartos da tripulação, casa do leme, sala de gráficos e um grande compartimento de carga vazio. A casa das máquinas, abaixo da cabine de popa, é especialmente perigosa devido a muitos riscos de emaranhamento, baixa visibilidade e falta de penetração da luz natural, e deve ser evitada.

A vida marinha pode ser encontrada em todo o naufrágio. Pargos, peixes-papagaio, peixes-anjo e camarões podem ser encontrados no convés. Tarpões e barracudas também são vistos rodeando o seu casco. Esponjas se acumularam nas pás da hélice, e grandes esponjas roxas e corais de tubastrea crescem ao longo do casco. Você também pode encontrar um jardim de enguias no fundo arenoso e ainda mais vida marinha nos dois recifes de cada lado do navio.

Esponjas tubulares
Esponjas tubulares

O Hooker é acessível de barco, mas também pela costa – basta procurar a rocha amarela com o seu nome. Se você visitar de manhã cedo antes da chegada dos barcos de mergulho ou no final da tarde após a mudança para locais mais rasos, é provável que você tenha o navio só para você.

Profundidade: o mastro do navio alcança pouco menos de 32 metros, enquanto o lado mais raso fica a cerca de 18 metros abaixo da superfície.

Visibilidade: Geralmente excede os 30 metros.

Temperatura: média durante todo o ano 27 graus Celsius.

Veja o vídeo de um mergulho no Hilma Hooker de uma de nossas viagens para Bonaire. https://www.youtube.com/watch?v=IHD_B6ZFzqU

Autor

Pedro Paulo Orabona – Instrutor de mergulho da Omnimare.

Fonte: Scuba Diving Magazine

Compartilhe!

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp chat