Barbados – Um mergulho surpreendente no Caribe

Barbados – Um mergulho surpreendente no Caribe

Barbados é uma daquelas belíssimas ilhas do caribe com lindas praias de areia branca, coqueiros, aquele mar azul que encanta a todos, mas têm o charme da colonização inglesa com a mistura do povo local: educadíssimos e simpáticos! O reggae é tocado em todos os locais e torna a atmosfera alegre.
Tem lojas encantadoras, é duty free, excelentes opções de hotéis e restaurantes, praias para todos os gostos: calmas, muito calmas, agitadas, de surf com infraestrutura ou quase deserta, cavernas, museus, destilaria (o rum de lá é famoso e muito bom!) e barzinhos, enfim não faltam opções do que fazer na ilha.
A ilha de Barbados é a mais oriental do Caribe e os países mais próximos são as ilhas de São Vicente e Granadinas ou Trinidad e Tobago, ela não está exatamente na rota dos furacões, mas tem no mesmo período muita chuva, por isso a melhor época pra visitar a ilha vai de novembro a maio. A temperatura do ar é muito agradável o ano todo por volta de 26, 27 graus e a temperatura da água variando de 27 a 29 graus o ano todo.

Mergulhos

Os mergulhos são muito interessantes com recifes de corais saudáveis e bastante vida, mas com certeza o que mais me encantou foram os mergulhos no naufrágio SS Stavronikita, um cargueiro grego que foi propositalmente afundado para virar um recife artificial e está totalmente coberto de corais e esponjas e abriga muitas espécies de peixes, crustáceos, moreias e lagostas.

O SS Stavronikita

O SS Stavronikita está em posição de navegação, com a parte mais funda nos 43 metros na areia e a parte mais rasa a 21 metros de profundidade, o que permite um mergulho multinível muito interessante, especialmente por ter dois mastros, repletos de vida, que tem a sua extremidade a apenas 6 metros de profundidade.

S S Stavronikita
S S Stavronikita
Moreia pintada
Casal de Peixes-porco

Baia de Carlisle

Outro ponto de mergulho muito bonito é o Parque marinho da baia de Carlisle , neste local de águas rasas e calmas visitamos 06 naufrágios, todos com muita vida e a maioria incrustado de esponjas e pequenos corais. Profundidade máxima de 14 metros e boa visibilidade. Vimos cardumes de cocorocas, borboletas, budiões e até peixes-sapo!

Corcoracas
Carlisle
Carlisle
Peixe-sapo amarelo

Naufrágio Pamir

Há também o naufrágio Pamir, outro recife artificial propositalmente afundado a 18 metros de profundidade, que permite que até mergulhadores básicos se divirtam explorando seus arredores e descobrindo seus encantos.

Pamir
Peixe-leão
Esponjas
Pamir

Recifes e paredões

Dottins e Caribbee são mergulhos a favor da correnteza com recifes bem cuidados e um paredão muito interessante. É fácil encontrar tartarugas, muitas esponjas, moreias e bastante vida macro na parte mais rasa.

Tartaruga de pente
Gorgonias e esponjas tambor
Moréia
Poliquetas no coral cérebro

Barbados com certeza é uma ilha que vale a pena conhecer com seus encantos embaixo e fora d’água. Praias lindas, bons mergulhos, boa infraestrutura de hotéis, restaurantes e um povo simpático e acolhedor.

Como chegar:

Há voos saindo do Brasil pela Copa Airlines com uma parada no Panamá, pela American Airlines com conexão em Miami ou ainda pela Avianca com conexão em Bogotá. Também vários navios de cruzeiro que partem de Miami, fazem escala lá.

Dinheiro:

A moeda local é o dólar barbadiano, mas o dólar americano é bem aceito na ilha.
Língua oficial: Inglês
Mas os locais falam uma mistura de dialeto criolo com inglês entre eles.
Veja mais fotos em nossa galeria.

Autora

Elsie C. Orabona – Instrutora de mergulho, agente de turismo e fotógrafa sub.

Compartilhe!

Adicionar Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp chat